United Airlines avalia investimento em Avianca Brasil e Colômbia

Se o negócio for adiante, a United poderá ser dona de participações na Avianca e na Azul; donos da Avianca também tentam integrar companhias aéreas do Brasil e da Colômbia

A companhia aérea americana United Airlines está avaliando um investimento nas companhias aéreas Avianca Brasil e Avianca Colômbia. Em comunicado enviada ao mercado, as companhias falam em que estão trabalhando para “fortalecer e aprofundar os relacionamentos comerciais e estratégicos entre as companhias”. No setor aéreo, o negócio é tratado como um possível aporte da United nas companhias, apurou o G1.
Se o negócio for adiante, a United poderá ser dona de participações na Avianca e na Azul. A companhias aérea americana comprou em julho de 2015 uma participação de 5% na Azul por US$ 100 milhões.
“A Avianca Brasil anunciou a intenção de trabalhar com a United Airlines para aprimorar e estreitar o relacionamento comercial e estratégico entre as duas companhias. A Avianca Brasil acredita que a United e seus parceiros estratégicos na região melhor complementam a sua malha aérea e oferecem ainda mais opções aos clientes”, disse a Avianca Brasil, em comunicado. A United Airlines também enviou comunicado similar à Securities and Exchange Comission (SEC), a CVM americana.
A Avianca Brasil e Colômbia são empresas separadas controladas pelo Sinergy Group, dos irmãos Gérman e José Efromovich. A Avianca Colômbia tem capital aberto na bolsa de Bogotá e possui investidores minoritários.
José Efromovich, sócio da Avianca Brasil e da Avianca colombiana (Foto: Darlan Alvarenga/G1) José Efromovich, sócio da Avianca Brasil e da Avianca colombiana (Foto: Darlan Alvarenga/G1)
José Efromovich, sócio da Avianca Brasil e da Avianca colombiana (Foto: Darlan Alvarenga/G1)
Além da negociação com a United, a Avianca também anunciou que seus controladores, o grupo Sinergy, fará um aporte de capital na Avianca Brasil e que fará uma proposta de união das duas companhias – a brasileira e a colombiana.
“A Synergy Aerospace expressou sua intenção de capitalizar a Avianca Brasil, com o objetivo de fortalecer a sua posição no mercado. O Synergy reiterou, também, sua intenção de buscar todas as aprovações necessárias para combinar os negócios da Avianca Brasil e da Avianca Holdings, sediada na Colômbia, em termos justos e razoáveis para ambas as empresas, de modo a gerar valor para seus respectivos clientes e acionistas, por meio de sinergias e economias de escala”, afirmou o comunicado da Avianca.
Segundo comunicado enviado pela Avianca Colômbia, o aporte dos sócios na empresa será de US$ 200 milhões. Não há informações sobre o aporte na empresa brasileira.
Capitalização
Durante a crise econômica, a venda de participação de empresas foi uma das formas que as companhias brasileiras encontraram de se capitalizar.
No Brasil, a Avianca era a única empresa aérea que não tinha como sócio uma empresa estrangeira. A TAM se uniu a chilena LAN formando um grupo multinacional, a Latam. E, ainda, vendeu 10% da companhia a empresa aérea Qatar Airways no ano passado.
A Gol tem como sócios as empresas aéreas Delta Airlines, dos Estados Unidos, e a francesa Air France. Enquanto a Azul tem como acionistas a próprio empresa aérea americana United Airlines e o grupo chinês HNA, dono de diversos negócios no ramo da aviação.